014 Configuração De Menus e Mensagens

A flexibilidade de configuração é uma das grandes vantagens oferecida pelos softwares da famiília CDS/Isis, e isto não poderia ser diferente no caso do Winisis.

Além das alterações produzidas pelos parâmetros do Syspar.par, é possível ainda customizar completamente as opções de menu a serem oferecidas aos usuários, bem como re-escrever completamente os rótulos dos menus e os textos das mensagens.

Os textos exibidos pelo Winisis são armazenados em 2 bases CDS/Isis distintas, uma para os menus e outra para as mensagens.

Menus

Os menus estão armazenados em várias bases de dados (uma para cada perfil ou idioma) e sua localização é determinada pelo parâmetro 2 do Syspar.par – normalmente\winisis\menu.

O nome da base de menu é formado pela combinação das letras MN (menu), o código de língua (ex. BR, Brasil) e o código de perfil (ex.: DF, total e SH, somente leitura).

Exemplo: MNENDF é o menu (MN) em inglês (EN) de acesso total (DF).

Customização de menus

A forma mais simples de criar uma base de menu é copiando todos os arquivos de outra, previamente existente, renomeando-a de acordo com as regras de nomenclatura e procedendo as edições necessárias.

A estrutura de cada registro é muito simples: possui uma série de campos não repetitivos nos quais um texto é inserido. Cada um dos textos possui um código entre colchetes que não deve ser alterado – estes valor indica ao Winisis qual ação que deve ser realizada ao ativar determinado comando. O administrador pode modificar os textos, deletar registros e campos desejados.

Base Menu

  • Teclas de acesso rápido

Como em todas as aplicações para Windows, os comandos dos menus também podem ser ativados através do teclado (ALT+LETRA INDICATIVA). Para indicar ao usuário qual a tecla que deve ser utilizada, a letra vem sublinhada no menu. A forma de realizar este comando é antepondo à letra o símbolo &.

  • Comandos afins

É interessante a separação de alguns grupos de comandos dentro de um mesmo menu. Para isto, coloca-se um hífen entre colchetes como conteúdo do campo que os separa. Quando CDS/ISIS encontra estes símbolos, traça uma linha horizontal no menu.

Divisão do menu em grupos afins

Mensagens

As mensagens estão armazenadas em várias bases de dados (uma para cada perfil ou idioma) e sua localização é determinada pelo parâmetro 3 do Syspar.par – normalmente\winisis\msg.

Os nomes destas bases são formados por MS (mensagem) e o código das letras do idioma (ex.: EN, inglês).

Exemplo: MSIT: será o nome da base de mensagens em italiano.

As mensagens podem ser modificadas e traduzidas, mas não eliminadas. Algumas precauções devem ser tomadas em relação ao idioma original do Winisis: as frases em inglês são mais curtas que as línguas latinas, por isso às vezes uma mensagem pode não caber no espaço destinado a ela. Por isso devem ser usadas palavras curtas na tradução.

Para a criação de uma base em outro idioma é possível seguir o procedimento de cópia proposto para os menus.

Estrutura da base

A FDT da base determina dez campos por registro. O primeiro campo do registro 1 contém o nome do idioma que corresponde ao código de língua usado. É assim que Winisis reconhece qual o nome do idioma que pertence ao código utilizado. Este nome será exibido em um quadro de opções ao selecionar Configurar/Trocar Idioma.

Trocando o idioma

Na base mensagem , logo depois do idioma aparece [NAME] que não deve ser alterado:

Base Mensagem

Os textos que possuírem execução de uma ação através do teclado também devem apresentar um & precedendo a letra. Para cada termo deve ser escolhida uma letra diferente, pois numa mesma caixa de diálogo podem aparecer vários botões que iniciem pela mesma letra.

Was this helpful?

0 / 0

Deixe uma resposta 0

Your email address will not be published. Required fields are marked *