Parâmetros

Descrição geral

Quando o MX é executado sem parâmetros, será apresentado o menu
de todas as opções possíveis e uma breve descrição de seu uso, tal como é
mostrado nesse tópico.

 

Parâmetros de inicialização (setup)
Parâmetros opcionais de inicialização (files, mfrl, fmtl, load), quando um ou mais estão presentes, devem ser colocados antes de qualquer outro parâmetro.

 
Parâmetros que indicam a fonte de entrada de dados
Um parâmetro obrigatório que indica a fonte de entrada de dados (nome da base de dados, arquivo ISO-2709 ou arquivo de texto), deve ser o primeiro parâmetro, exceto quando na chamada existem parâmetros de inicialização, em cujo caso deve estar imediatamente após os mesmos.

 
Parâmetros para processamento de dados
Parâmetros opcionais que realizam tarefas sobre os dados de entrada. Seguem ao
parâmetro que indica a fonte na linha de comandos.
Dica: Por default, MX assume que todo string (cadeia de caracteres) que se encontre logo após a fonte de entrada e que não comece com uma palavra, reservada (from, to, join, etc.) é uma expressão de busca.

 
Os parâmetros de processamento podem ser classificados em:

 
Parâmetros para seleção de registros
Com estes parâmetros se define um subconjunto da entrada sobre a qual se trabalhará. A forma de definir este subconjunto pode ser por:

 

• Uma busca (bool)
• Um padrão com o qual se realiza uma busca em texto livre (text)
• Um intervalo de registros (cujos limites são indicados por from, to)
• Quantidade de registros (count)
• Salto entre um registro e outro a ser processado (loop)

 
Parâmetros que realizam processamentos
São parâmetros que chamam procedimentos internos que realizam tarefas na
memória no conjunto de registros lidos.
Estas tarefas podem ser:
• Realizar substituições globais (gizmo)
• Juntar registros (join)
• Comparar arquivos mestres com arquivos invertidos (jchk)
• Realizar modificações nos campos dos registros (proc)
• Aplicar Tabelas de Seleção de Campos (fst) aos registros
• Aplicar formatos aos registros (pft)

 

Dica:

A ordem de execução destes processamentos é: gizmo, join e/ou jchk, proc, fst e pft.

 
Parâmetros de saída de dados
São parâmetros que permitem, por exemplo, indicar:

•  A base de dados de saída (create, copy, append, etc.)
•  O nome de um arquivo ISO-2709 de saída (iso)
•  O nome de arquivos de ligações (ln1, ln2)
•  Chamadas ao sistema operacional (sys)

 
Parâmetros gerais
São parâmetros que realizam tarefas gerais, por exemplo:

• Desativar o prompt (interação com o usuário) entre os registros processados(now)
• Mudar o texto dos prompts do mx (p1, p2)
• Modificar opções de visualização (+fields, +all, -all, etc.).
• Redirecionar a saída padrão (>, >>)
• Acompanhamento passo a passo da execução de CISIS (trace=rec,
trace=all, etc.).

 

 

Was this helpful?

0 / 0

Deixe uma resposta 0

Your email address will not be published. Required fields are marked *