Copiar registros para um arquivo mestre

copy=<file>
O parâmetro copy grava os registros processados no arquivo mestre de saída <out_dbn> com o MFN que o registro que foi lido possuía. Se em <out_dbn> já existir um registro com este mfn, seu conteúdo será perdido e se o registro não existir, será criado. Quando a base de saída (<out_dbn>) é a mesma que a de entrada, copy funciona como se modificasse os registros, já que estes são lidos, modificados e gravados na mesma base com o mesmo mfn. Ao contrário do create, o copy não reinicializa a base de destino. Se a base de destino não existir, é criada. Neste caso copy funciona exatamente igual a create.

Dica:
Quando a fonte de entrada é um arquivo ISO_2709 ou um arquivo texto, os registros são incluídos como novos registros após o último, devido ao fato que os registros não possuem MFN (exceto se o parâmetro from=<n> é especificado). Exemplos:
• Copiar os registros 30 a 40 da base cds para a base cds2 :

mx cds copy=cds2 now from=30 to=40 -all

• Copiar o resultado de uma busca para uma nova base de dados:

mx cds water copy=cds2 now -all

• Ler registros de um arquivo ISO-2709 e guardá-los em uma base já existente:

mx iso=cds.iso copy=cds2 now -all

Dica: Ter em conta que nestes exemplos é utilizado o parâmetro now, faz com o MX não apresente o
prompt (e fica esperando) entre registros e o parâmetro -all que faz com que a informação não saia na tela.

Was this helpful?

0 / 0

Deixe uma resposta 0

Your email address will not be published. Required fields are marked *