Apêndice I – Parâmetros de uso geral

Relativos à saída padrão: now, tell, -all, >, >>
Desabilitar prompt entre registros now (nowait)
Este parâmetro desabilita o prompt que MX apresenta entre registros. O parâmetro now ou nowait permite que sejam processados todos os registros sem intervenção do operador e suprime a saída do indicador (prompt) do programa. Agora é obtida a saída completa de forma imediata, sem que haja parada entre os registros com o indicador de dois pontos .. (prompt):

mx cds from=24 to=50 pft=mfn/ now
164Utilitários CISIS - Manual de Referência
Apêndice I - Parâmetros de uso geral
Informar a cada n registros
tell=<n>

O parâmetro tell=n produz uma breve mensagem a cada <n> registros no dispositivo de saída de mensagens de erro (stderr, normalmente a tela). Mesmo que o processo seja redirecionado para uma saída impressa ou para um arquivo, as mensagens produzidas por tell=n não podem ser redirecionadas, continuarão saindo na tela. Recomenda-se usar este parâmetro junto com o parâmetro -all que suprime a listagem de saída dos registros na tela.
Exemplo:

mx cds from=1 to=150 tell=30 now -all

Produzirá na tela do computador só as seguintes mensagens:

C:\>mx cds from=1 to=150 tell=30 now -all
+++ 30
+++ 60
+++ 90
+++ 120
+++ 150
C:\>

Desabilitar fluxo (dump) de informação em tela -all
O parâmetro -all faz com que não seja enviado nenhum tipo de informação para a tela, salvo mensagens de erro ou informação gerada pelo parâmetro tell (que utiliza o Standard error para enviar suas mensagens).

Redirecionar saída padrão > <file> | >> <file>
Toda a informação apresentada na tela (saída padrão por default, Standard output), pode ser redirecionada para um arquivo, impressora, etc. É possível dirigir a saída para um arquivo ou para uma impressora, usando os atributos de redirecionamento do sistema operacional: > ou >>. Se no final da linha de comandos for acrescentada a instrução >file , MX cria um arquivo com nome file e guarda nele toda a informação que estava direcionada para a saída padrão (tela).

Dica:
Se existir um arquivo com o mesmo nome, este será reinicializado, portanto, toda sua informação será apagada.

Se for colocado >>file na chamada do MX, este abre o arquivo com nome file e
acrescenta toda a informação que foi dirigida à saída padrão (tela), se o arquivo não existir é criado.

 

Dica:
Se o arquivo existir, a informação é agregada à existente sem destruir a informação que já existia no arquivo.
Exemplos:
• Enviar a listagem do resultado de uma busca para a impressora:
mx cds plants pft=@cds.pft now > LPT1
• Enviar a listagem de um intervalo de registros para um arquivo:
mx cds from=10 to=30 pft=@otro.pft lw=35 now > arquivo.txt

Dica:
Quando a saída padrão é redirecionada, o prompt é enviado junto com os demais dados, portanto, MX ficará esperando mas não apresentará o prompt na tela. Geralmente, quando numa chamada ao MX, o parâmetro que redireciona a saída padrão está presente, também está presente o parâmetro now.

Considere que se for colocado o parâmetro -all não haverá saída, então o arquivo ao qual se direcionou a saída ficará vazio. Relativos à seleção de registros: <from> <to> <count> <loop>
Iniciar no registro n from=<n>
O processo começa no registro <n> da base de dados de entrada; se não for especificado, o processo começa no primeiro registro do arquivo mestre.
Finalizar no registro n to=<n>
O processo finaliza no registro <n> da base de entrada; se não for especificado, finaliza no último registro do arquivo mestre.
Processar um registro a cada n loop=<n>
Pula <n> registros para cada registro processado. Por exemplo, se este parâmetro está presente e o valor precedido pelo sinal de igual é 5, serão processados os registros: 1, 6, 11, etc.
Selecionar n registros count=<n>
O parâmetro count=n seleciona exatamente n registros a partir de um inicio dado. Se não for indicado registro de inicio, começa a partir do primeiro registro.

Exemplo com MX Saída
mx cds from=24 to=50
loop=5 pft=mfn/ now
000024
000029
000034
000039
000044
000049
mx cds from=24 to=50
count=3 loop=5 pft=mfn/
Now
000024
000029
000034
mx cds from=24 to=50
count=9 loop=5 pft=mfn/
Now
000024
000029
000034
000039
000044
000049

Dica: Quando na mesma linha se encontram parâmetros como count, to, etc., o processo termina quando se cumpre o primeiro deles.

Relativos aos registros de Saída: <offset>
Somar n aos números de registro offset=<n>
Soma <n> ao MFN; assim o MFN que é guardado em dbout é o MFN do registro de entrada mais offset. mxcp cds newcds offset=1000

No exemplo, ao indicar offset=1000 , serão ingressados os registros da base cds na base
newcds com mfn 1000, 1001, 1002, etc.
Substituição global de padrões gizmo
O parâmetro gizmo= permite realizar substituições globais do conteúdo dos campos de uma base CDS/ISIS, converter uma cadeia de caracteres em outra, e assim realizar modificações, codificação/decodificação, compressão de dados, etc. Estas substituições podem ser realizadas em todos os registros da base ou em um conjunto de registros (selecionados através de uma busca, um intervalo, etc.). As substituições, por sua vez, podem abranger o registro como um todo ou só alguns
campos. Por exemplo, para substituir os sinais < > por / /, ou a cadeia de caracteres plants por PLANTAS, etc. Para efetuar estas substituições é necessário dispor de um arquivo mestre gizmo. Este arquivo mestre tem em princípio dois campos: o campo 1 contém o dado a substituir, e o campo 2 o novo valor. Cada par de dados será um registro da base gizmo. Cada registro de entrada é submetido ao procedimento de substituição estabelecido no arquivo gizmo. Ao começar a execução do MX os dados do arquivo gizmo são carregados como uma tabela na memória e são ordenados alfabeticamente pelo valor do campo 1 e pelo seu tamanho (desta maneira as cadeias de caracteres mais longas são convertidas antes que as curtas).
Exemplos:
Cria-se uma base de dados chamada TESTE usando os parâmetros de MX conhecidos e ingressam-se os dados diretamente a partir do teclado:

mx seq=con create=teste -all now
<|/
>|/
plants|PLANTAS
<ctrl>Z (ou <Fu6>)

Obtendo os registros seguintes:

mfn= 1
1 «<»
2 «/»
mfn= 2
1 «>»
2 «/»
mfn= 3
1 «plants»
2 «PLANTAS»

O conteúdo dos campos título e descritores do registro MFN=1 é:

mx cds to=1 "pft=mfn/v24/v69"
000001
Techniques for the measurement of transpiration of individual plants
Paper on: <plant physiology><plant transpiration><measurement and instruments>

Se ao seguinte exemplo for aplicado o parâmetro gizmo:

mx cds gizmo=teste to=1 "pft=mfn/v24/v69"

Dará como resultado:

000001
Techniques for the measurement of transpiration of individual PLANTAS
Paper on: /plant physiology//plant transpiration//measurement and instruments/

Dica:
A modificação NÃO afeta a base CDS que provê os dados de entrada porque a modificação é realizada na saída (neste caso, uma saída na tela). Para modificar realmente os registros, o resultado do processo deveria ser enviado para o mesmo arquivo mestre, como no exemplo seguintes: mx cds gizmo=teste to=1 copy=cds –all now

Se, por outro lado, se deseja gerar uma nova base de dados é necessário criá-la:

mx cds gizmo=teste to=1 create=Saída –all now

É possível restringir a modificação a um campo específico do registro, indicando após o parâmetro gizmo a etiqueta ou etiquetas nas quais se realizará a substituição. É possível indicar um intervalo de etiquetas separadas por /.

mx cds gizmo=teste,69,24 to=1 create=Saída -all now
mx cds gizmo=teste,35/56 to=1 create=Saída -all now

Was this helpful?

0 / 0

Deixe uma resposta 0

Your email address will not be published. Required fields are marked *