09 TIPO DE REGISTRO

1. DESCRIÇÃO DO CAMPO DE DADOS:
Tamanho fixo
Preenchimento controlado

2. DEFINIÇÃO DO ELEMENTO DE DADO:
Código que identifica o tipo de documento, conforme categorias sugeridas pelo MARC.

3. NOTAS:
a) Os códigos adotados correspondem aos valores do Leader/006 e os tipos de registros correspondem à definição dos tipos de materiais do campo 008 do MARC, conforme segue:

Subcampo9 Tipo Descrição
a BK Material textual – utiliza-se também para microformas de material
impresso e textos. Inclui pré-prints. Utilizado para o material
convencional inserido na LILACS.
c MU Música impressa – inclui microformas e música em texto eletrônico.
d MU Manuscritos de música – utiliza-se também para microformas de
manuscritos musicais.
e MP Material cartográfico: inclui mapas, atlas, globos, mapas digitais e
outros ítens cartográficos, microformas de mapas impressos.
f MP Manuscritos de material cartográfico – utiliza-se também para
microformas de manuscritos de mapas
g VM Material projetável: filmes, gravações de vídeo, diapositivos,
transparências, material desenhado especialmente ou com
possibilidade de ser projetado, radiografia, ultra-sonografia em
vídeo, ressonância magnética.
i MU Registros sonoros não musicais – por exemplo: registros falados.
j MU Registros musicais – inclui: discos sonoros, discos compactos, fitas
Gravadas.
k VM Gráficos bidimensionais não projetáveis – este código utiliza-se para
ítens como: todo tipo de cartões, diagramas, colagens, gráficos de
computador, desenhos, masters de duplicação, pinturas, negativos e
estudos fotográficos, impressos fotográficos, cartazes, desenhos
técnicos, transparências, reproduções fotomecânicas e reproduções
de qualquer uma delas, cartas, cartões de visita, postais, impressos,
impressos de estúdio, panfletos, gráficos, reproduções de arte,
gravuras, ultra-sonografia impressa.
m CF Arquivo de computador: utilizado para registro das seguintes
classes de recursos eletrônicos: software (incluindo programas,
jogos, fontes), dados numéricos ou textuais, multimídia, sistemas
ou serviços on-line. Para estas classes de materiais, se existe um
aspecto significativo que faça com que se enquadre em outra
categoria, codificar nesse aspecto. Por exemplo, um dado vetorial
cartográfico não é codificado como numérico, mas como
cartográfico. Outras classes de recursos eletrônicos são codificadas
pelos seus aspectos mais importantes. Por exemplo, materiais
textuais, iconográficos e cartográficos, som, música e imagens em
movimento. No caso de dúvida, ou se o aspecto mais importante
não puder ser determinado, considerar o documento como recurso
eletrônico por computador.
o VM Kit: o material descrito contém uma mistura de componentes e
nenhum é considerado como predominante.
p XM Material misto: materiais significativos em duas ou mais formas que
estão geralmente relacionados em virtude de haver sido assim
acumulados por uma pessoa ou entidade. Inclui fundos de arquivos
e coleções de manuscritos de materiais de formas mistas, tais como
textos, fotografias e registros sonoros.
r VM Material tridimensional, artefato, objeto: utilizado para objetos
feitos pelo homem, tais como: modelos, dioramas, jogos, quebra-
cabeças, simulações, esculturas e outras obras de arte
tridimensionais e suas reproduções, exibições, máquinas, roupas,
jogos e materiais de costura. Inclui materiais da natureza, como
espécimens de microscópio e outros objetos montados para serem
Vistos.
t AM Manuscritos – utiliza-se também para microformas de manuscritos.

Considerando para:
AM = Controle de arquivos e manuscritos
BK = Material textual
CF = Arquivos de computador
MP = Mapas impressos e mapas manuscritos
MU = Música; Música impressa; Registros sonoros musicais e não musicais
VM = Material visual; Meios que se projetam; Gráficos bidimensionais que não se projetam;
Artefatos tridimensionais; Kit
XM = Material misto

b) Neste campo serão utilizados apenas os códigos apresentados na coluna “campo 9” da tabela. A coluna “Tipo” foi acrescentada apenas para melhor visualização das categorias adotadas pelo MARC. Os valores apresentados nessa coluna não serão utilizados;

c) Materiais textuais (a) serão identificados no campo 5 como S, M, T ou N, dependendo de seu tipo específico;

d) Materiais não textuais poderão ser identificados por qualquer das opções do campo 5, pois a seleção dependerá mais de seu conteúdo do que de sua forma, porém recomenda-se que sejam identificados preferencialmente como “N”. Incluem-se nesta nota os materiais não textuais permitidos para a LILACS (filme, gravação em vídeo e registro sonoro não musical;

e) De acordo com o tipo de registro deverão ser preenchidos os campos 110 ao 115. No ANEXO IX encontra-se a tabela de disponibilização para preenchimento dos campos 9 e 110 ao 115, bem como os tipos permitidos para a LILACS.

4. EXEMPLOS:
a) Para um livro impresso deverá ser selecionado o código “a”
b) Para uma fita de vídeo deverá ser selecionado o código “g”
c) Para uma gravação de uma entrevista deverá ser selecionado o código “i”
d) Para uma partitura impressa deverá ser selecionado o código “c”
e) Para uma fotografia deverá ser selecionado o código “k”

Was this helpful?

0 / 0

Deixe uma resposta 0

Your email address will not be published. Required fields are marked *