MySQL

MySQL é um banco de dados relacional desenvolvido como FOSS, mas com um esquema de ‘licença dupla, permitindo tanto aplicativos comerciais como gratuitos. Atualmente o MySQL foi adquirida pela Sun Microsystems, um forte defensor de software FOSS, por exemplo, JAVA. Recentemente, a Sun Microsystems foi retomada pela Oracle, assim o futuro não é tão claro.

Como um banco de dados, MySQL tornou-se extremamente popular devido à sua facilidade de uso e empacotamento combinado com, por exemplo, Apache e PHP para facilitar a implantação de bases de dados orientadas para websites.

Exemplos de tais pré-embaladas combinações de Apache/PHP com MySQL são: EasyPHP (http://www.easyphp.org) e WAMP para Windows ou XAMP para Linux (http://www.wampserver.com). Ambos são Open Source e de uso livre (licença GPL).

Os críticos alegam que suas qualidades “relacionais” ainda estão atrasadas – mesmo que tenha melhorado muito nos últimos tempos – comparado ao exemplo de PosgreSQL ou certamente aos principais bancos de dados relacionais como Oracle ou IBM DBII. Alguns outros pacotes de automação de bibliotecas estão usando completamente o MySQL para a base de dados, sendo KOHA o mais conhecido (apesar de que atualmente KOHA prevê mudar para outro tipo de banco de dados, ou seja, “Zebra” justamente para evitar limitações do MySQL, para fins de biblioteca.

A parte ‘SQL’ do nome significa “Standard Query Language”, denotando uma gramática padrão para recuperação de dados a partir de relações (tabelas relacionadas), baseando-se, porém, fortemente em sua estrutura relacional. Por esta razão, por exemplo, ISIS não utilizar o SQL visto que não armazena seus dados em tabelas com células e estruturas fixas.

MySQL será usado no ABCD apenas no módulo de “Empréstimos Avançado”, que é um módulo extra não-padrão (consulte o capítulo sobre o módulo de empréstimo neste manual). Será usado para armazenar as transações do sistema de empréstimo, visto que estes são dados administrativos, que podem ser tratados de forma mais eficiente por esse tipo de base de dados, em comparação com ISIS com todos os seus recursos – neste caso, desnecessários – flexibilidade e baseada em texto.

Was this helpful?

0 / 0

Deixe uma resposta 0

Your email address will not be published. Required fields are marked *