9.4 Field Action e 9.5 Tasks

IsisScript - WXIS

Os valores recebidos pelo Script através das variáveis existentes no formulário são armazenadas em um “registro virtual”, formado na execução corrente do WXIS. Estes valores não são gravados na base de dados (a não ser que haja comandos específicos para isso) e serão reiniciados a cada nova execução do programa. Cada um destes valores é referenciado pelo script com um elemento “field action=cgi” e um tag definido pelo desenvolvedor. Por exemplo:

 <field action="cgi" tag="2001">expressao</field>
 <field action="cgi" tag="2002">formato</field>
 <field action="cgi" tag="2003">operador</field>

Isso significa que, dentro do scopo do script, o campo virtual 2001 conterá o valor digitado no formulário para a variável expressao, podendo extraído como na linguagem CDS/Isis, ou seja v2001 e assim consecutivamente para todos os campos.

Neste caso, o parâmetro “expressao”, utilizado em scripts de busca poderia ser indicado por:

<parm name="expressao"><pft>v2001</pft></parm>

Sem esquecer de colocá-lo entre as tags <pft>

Dica:

Lembrando, o caminho percorrido por um valor indicado em um formulário Web de uma aplicação com WWWIsis é: Texto no formulário -> variável CGI -> campo do registro virtual -> parâmetro do IsisScript

9.5 Tasks

Um script pode realizar uma ou mais tarefas (tasks). Cada tarefa começa com a tag <do> e termina com a tag </do>.

<do task=mfnrange> Percorre uma lista de registros de uma base de dados.

<do task=search> Pesquisa uma base de dados e percorre a lista de registros encontrados.

<do task=keyrange> Percorre uma lista de chaves do arquivo invertido de uma base de dados

<do task=list> Percorre a lista de itens previamente carregados para exibir resultados ordenados alfabeticamente por um campo definido

Existem vários tipos de tarefas que poderão ser executados. A relação completa pode ser consultada no arquivo de Help fornecido pela Bireme.

9.6 Parâmetros

Quando se realiza uma tarefa, você necessita especificar alguns parâmetros para que o Wxis possa executá-la. Isso é feito utilizando as tags <parm> e </parm>. Cada parâmetro recebe um nome e um valor entre as tags, exemplo:

<parm name="from">1</parm>
<parm name="db">cds</parm>

Existem vários tipos de parâmetros que poderão ser utilizados. A relação completa pode ser consultada no arquivo de Help fornecido pela Bireme.

Dica:

No IsisScript, entre as marcas de abertura e fechamento de um tag sempre deve haver “algo”. Caso contrário, o Script ignora a linha.

< parm name="db"><pft>v32</pft></parm>

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *