Parâmetros que realizam processamentos sobre a entrada

Utilitários CISIS

Parâmetros que aplicam formatos à entrada
Este Parâmetro provê as especificações de formato para a visualização dos registros. Os registros apagados (logically deleted) não são visualizados através do parâmetro pft=. O MX suporta todas as instruções da linguagem de formatação do CDS/ISIS padrão para DOS (exceto format exits) e acrescenta algumas extensões desenvolvidas pela Interface CISIS. Muitas destas novas instruções estão incorporadas ao Winisis, mas MX não aceita as instruções para formatos gráficos em RTF que o Winisis usa. O manual completo de formatos está disponível no site do Modelo da BVS, através
da URL: http://bvsmodelo.bvsalud.org/.
Especificação do formato de visualização na linha de comando
       pft=<display_fmt>
O seguinte exemplo aplica o formato mfn/v24/v26 aos registros obtidos do arquivo mestre de entrada (cds):

mx cds pft=mfn/v24/v26

Se a instrução de formato incorpora caracteres reservados para o sistema
operacional (tais como: > | % etc.) ou espaços em branco, o parâmetro deverá estar
entre aspas duplas:

mx cds "pft=mfn,/(v70+|; |)/v24/#"

Especificação do formato de visualização através de um arquivo
  pft= @[<file>]
O MX permite especificar um arquivo (pft=@[<file>]) onde se encontra o formato a ser utilizado. Esta é uma maneira mais prática de especificar um formato de visualização, assim a chamada ao MX fica mais clara e, por outro lado, não se perde o formato uma vez executado o comando. Além disto, desta forma, é superada uma limitação dos sistemas operacionais, já que o tamanho de uma linha de comandos é limitada (128 caracteres MS-DOS e 512 caracteres UNIX), visto que um formato extenso não poderia ser escrito explicitamente.
Se não for provido nome de arquivo, o MX usará por default o formato que tem o
mesmo nome da base de dados: mx cds pft=@ é equivalente a  mx cds pft=@cds.pft
Ao especificar um arquivo, seu nome pode ter mais de seis caracteres de tamanho,
pode estar localizado em um diretório diferente do da base de dados, e pode ter ou
não extensão (se tiver deverá ser informado, ainda que seja pft).
Exemplos:

mx cds pft=@cdsnew.pft
mx cds pft=@\dbisis\outro_dir\outro.pft
mx cds pft=@long_name.pft
mx cds pft=@sin_ext

Dica:
Os registros apagados não são visualizados.
Formatos condicionais
prolog | epilog
prolog é uma especificação que é executada no primeiro registro da saída, e epilog no último registro. Exemplo:

mx cds now prolog=’Primeiro: ‘ pft=mfn/ epilog=’último’ from=10 to=20

Tamanho de linha (line width)

lw={<n>|0}

A linha de saída tem um tamanho predefinido de 78 caracteres. É possível alterar o tamanho da linha com o parâmetro lw=n.

mx cds "pft=mfn,/(v70+|; |)/v24/#" lw=40 to=20 now

Extrai dados do conteúdo de uma variável CGI
getenv(‘cgi=’,<varfmt>)
<varfmt> é uma especificação de formato que gera um nome de variável cgi. As
múltiplas ocorrências são separadas pelo caráter %

set "REQUEST_METHOD=GET"
set "QUERY_STRING=db~cds&btell~0&bool~plants*water"
mx cds cgi=mx "pft='Buscando por \"',getenv('cgi=bool'),'\" na base:
',getenv('cgi=db')/,' MFN
Titulo'/,mfn,x2,mhl,v24.50,'...'/"

que apresenta na saída:
Buscando por “plants*water” na base: cds

MFN Titulo
000004 Mc An Electric hygrometer apparatus for me…

Buscando por “plants*water” na base: cds

MFN Titulo
000011 Measurement of water stress in plants…

Buscando por “plants*water” na base: cds

MFN Titulo
000013 Experience with three vapour methods for measuring…

Titulo
Experience with three vapour methods for measuring…
->x
Dica:
Para que este exemplo funcione, deve estar disponível o arquivo mx.pft, fornecido no pacote de aplicações cisis. A explicação sobre o parâmetro cgi=mx será dado no Apêndice sob Parâmetros que podem ser incluídos no CIPAR.

getenv(‘tmp=’,[<pathfmt>])
O formato obtém um nome de arquivo temporário vazio do diretório de trabalho
atual, ou do especificado no caminho (path) que é especificado no formato
<pathfmt>. Se for especificado ‘ ci_tmpdir’ então o caminha é obtido das seguintes
variáveis de ambiente: ci_tempdir, temp, tmp .

mx null pft=getenv('tmp=')
TMP1.$$$


mx null pft=getenv('tmp=','ci_tempdir')
C:\windows\TEMP\TMP1.$$$


set ci_tempdir=C:\work
mx null pft=getenv('tmp=','ci_tempdir')
C:\work\TMP1.$$$


echo ci_tempdir=C:\work2 >xcip
mx cipar=xcip null pft=getenv('tmp=','ci_tempdir')
C:\work2\TMP1.$$$

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *