03 Construção de Bases de Dados

WinISIS

Construção de Bases de Dados

Bases de dados são estruturas rigidamente estruturadas, criadas para armazenar e recuperar dados.

Em ordem decrescente de complexidade, a estrutura de uma base é a seguinte:

  • Tabela: onde as colunas são os campos e as linhas os registros;

  • Registro: unidade de armazenamento constituída pelos campos;

  • Campos: unidade individual de armazenamento, responsável pela guarda dos elementos de dados.

  • Dados: elemento básico a ser armazenado.

O padrão CDS/Isis permite a criação de campos repetitivos, com ou sem subcampos. Este recurso é muito útil na modelagem de bases bibliográficas.

Modelagem de dados

Antes de criar uma base, é necessário que sejam definidos quais campos serão usados e como serão registradas as informações dentro deles. Esta etapa é fundamental para evitar contratempos e paradas para manutenção durante o uso do sistema.

Criando uma base de dados

Para criar uma base de dados, é necessário definir quatro componentes que possuem o mesmo nome da base e são identificados por sua extensão de arquivo: FDT, FMT, PFT e FST.

Winisis contém um procedimento que permite a criação destes quatro componentes de forma guiada para o usuário. O procedimento deve ser completado em uma única sessão, pois se interrompido, a base não é criada. Depois de criados os quatro arquivos, Winisis criará automaticamente o resto dos arquivos que compõem a base de dados: arquivo mestre e o dicionário ou arquivo invertido.

Selecione a opção Nova no menu Base de Dados ou clique em localizado na barra de ferramentas.

O Winisis solicitará o nome da base (não mais do que seis caracteres). O diretório pode ser definido pelo usuário ou o próprio sistema criará o caminho indicado no parâmetro 5 do SYSPAR.PAR, geralmente c:\winisis\data.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *