011.2 Importar registros

WinISIS

Importar registros

A caixa de diálogo Importar Arquivo ISO 2709 é aberta em resposta a opção Importar do menu Base de Dados. Inicialmente, Winisis exibe um caixa de diálogo Abrir Arquivo onde deve ser indicado o arquivo que armazena os registros a serem importados. Selecione o arquivo desejado e clique em OK:

Importação de registros

Nome do arquivo ISO de Entrada

Nome do arquivo a ser importado. Este arquivo deve estar no formato ISO 2709. Quando a tela de importação é aberta, o nome já vem preenchido, mas pode ser alterado.

Primeiro MFN a ser atribuído

Uma vez que este campo tenha sido preenchido, cada registro importado será numerado seqüencialmente começando pelo valor indicado.

Normalmente é utilizado o número 1 com a opção Carregar, e um número maior que o último MFN da base nas opções Inserir e Atualizar.

Etiqueta de entrada contendo MFN

Alternativamente a opção acima, é possível indicar o MFN a partir de um campo no arquivo ISO. Nesse caso, é necessário especificar qual etiqueta (tag) contém o MFN.

FST de reformatação

Este parâmetro é opcional. Se for deixado em branco, os campos do registro de saída manterão sua etiqueta e conteúdos. É possível realizar certo volume de reformatações, fornecendo-se o nome de uma FST.

A FST quando utilizada como arquivo de reformatação, é interpretada da seguinte maneira:

  1. cada linha da FST representa um campo de saída;

  2. a cada campo de saída é atribuída uma etiqueta igual ao identificador de campo definido na linha correspondente da FST;

  3. o formato de extração de dados, apresentado na FST define os conteúdos do campo. Neste formato, deve-se utilizar a etiqueta ISO dos campos conforme definido no arquivo de entrada. Cada linha produzida pelo formato (ou cada elemento, se a FST especifica as técnicas de seleção dos termos de busca 2, 3 ou 4) gerará uma nova ocorrência de campo de saída. O arquivo de palavras proibidas da base de dados receptora, caso exista, será utilizado para processar a técnica número 4 de seleção dos termos de busca.

Por exemplo, para um arquivo de entrada que contivesse os seguintes campos:

100 Autor (repetitivo)

200 Titulo

300 Palavras-chave (repetitivo)

  1. Notas

Uma FST de reformatação deste arquivo poderia ser a seguinte:

l 0 (vl00/) [campo de saída l igual ao campo de entrada 100]

2 0 v200 [campo de saída 2 igual ao campo de entrada 200]

3 0 |<|v300|>| [campo de saída 3 contém palavras-chave encerradas em <>, cada uma delas retirada de uma ocorrência do campo de entrada 300].

Arquivo de conversão gizmo

Tabela de conversão de caracteres diacríticos codificados destinada a efetuar interface com bases de dados no formato CDS/ISIS (para computadores de grande porte). Não disponível nesta versão.

Tamanho da linha

Número de caracteres por linha no arquivo ISO. É necessário ser definido para que não ocrra problemas não momento da importação. A versão DOS sempre utiliza 80 caracteres/linha e a versão Windows do CDS/ISIS utiliza 80 como default. Entretanto se você importar para outro programa que utilize mais restrições que o ISO 2709, escolha o valor zero tornando ilimitado o seu tamanho.

Número de caracteres por linha no arquivo ISO. Por padrão, softwares da família CDS/Isis sempre utilizam 80 caracteres/linha. Altere o valor deste campo apenas se estiver importanto de outros sistemas tiver certeza do tamanho da linha do arquivo de origem. O valor zero deve ser usado para arquivos sem quebras de linha.

Separador de subcampos

O separador de registro padrão definido pela ISO 2709 é o caracter ASCII 31. As considerações apresentadas em Separador de campo se aplicam também ao caracter separador de registro.

Opções

Este parâmetro permite uma única opção entre as três disponíveis e especifica como a carga dos registros será feita, como segue:

  • Fundir(M) – (“Merge” ou inserir) Funde os registros do arquivo de entrada com os da base de dados, caso existam. Registros de entrada com mesmo MFN que um registro já existente não são substituídos (a menos que o Microisis receba uma indicação de que devem ser eliminados).

  • Carregar(L) – (“Load”) Base de dados resultante conterá somente os registros recém incluídos. Apaga quaisquer registros existentes na base de dados.

  • Atualizar(U) – (“Update”) Similar a opção M, com a diferença que os registros com o mesmo MFN são substituídos automaticamente.

Obs.: As opções M e U só funcionarão conforme descrito acima, caso tenha sido feita a importação do MFN dos registros. Caso contrário o Microisis simplesmente acrescentará os registros recém chegados ao arquivo mestre e determinará MFN’s seqüenciais iniciando do mais alto já atribuído ou do MFN que tenha sido especificado no campoPrimeiro MFN a ser atribuído.

Quando você tiver completado a caixa de diálogo, clique no botão OK.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *